Contribuir para o INSS vale a pena?

Governos são instáveis, previdências públicas em qualquer país são difíceis de administrar, as regras são difíceis de entender, já mudaram muito ao longo dos anos e tendem a continuar mudando.



Então não vale a pena contribuir para o INSS? A resposta é: vale!


Os motivos que fazem valer a pena são, basicamente, três:


1 - Se você aplicar o mesmo valor que contribui para o INSS em aplicações financeiras por conta própria, dificilmente chegará no mesmo benefício pago pelo INSS.

Peguemos dois exemplos:


a) 35 anos contribuindo sobre o mínimo:

contribuição: 20% sobre R$ 998 = R$ 199,60 por mês

Benefício que vai receber do INSS: R$ 998 por mês a partir dos 65 anos de idade

Investindo o mesmo valor mensal de R$ 200 em aplicações financeiras conservadoras (taxa real líquida de 2,85% ao ano) pelo mesmo período de 35 anos:

Benefício alcançado por conta própria: R$ 530 por mês a partir dos 65 anos de idade



b) 35 anos contribuindo sobre o teto:

Contribuição: 20% sobre R$ 5.839,45 = R$ 1.167,89 por mês

Benefício que vai receber do INSS: R$ 5.839,45 por mês a partir dos 65 anos de idade


Investindo o mesmo valor mensal de R$ 1.168 em aplicações financeiras conservadoras (taxa real líquida de 2,85% ao ano) pelo mesmo período de 35 anos:

Benefício alcançado por conta própria: R$ 3.100 por mês a partir dos 65 anos de idade


2 - É uma renda vitalícia

Mesmo que você viva até os 120 anos de idade, vai receber o seu “ordenado” até morrer, enquanto se você não administrar bem suas aplicações, elas podem acabar.


3 - Diversifica o risco

Aqui também funciona a velha máxima de não colocar todos os ovos na mesma cesta. A ideia nunca é contar somente com o INSS, mas contar também com ele. Numa eventual tragédia de você perder todo o seu dinheiro, terá pelo menos o INSS para manter a dignidade.



É importante lembrar que, pelas regras vigentes, a contribuição é obrigatória para quem trabalha, então precisa entender qual o seu caso.


Para quem é empregado, não há essa opção de contribuir com mais ou menos porque o valor é descontado em folha, mas se esse for o seu caso, fique tranquilo porque não é um dinheiro que está sendo jogado fora.

Já para quem é autônomo ou empresário existe essa opção, já que é você quem define seu pró-labore, que vai servir de base para a contribuição, portanto se for o seu caso, saiba que vale a pena.


Por fim, e se entrar a reforma da previdência, vai continuar valendo a pena?

Se a reforma aprovada for a proposta ainda pelo governo Temer, sim, vai continuar valendo a pena, só vai diminuir a diferença do exemplo 1.


Quanto à reforma que vai ser proposta pelo governo Bolsonaro ainda não conhecemos, mas fique tranquilo porque assim que for publicada, vamos analisar e te falar, ok? Fique ligado no blog.



Mauro Amado

Cofundador da Vital


#Vital #GuiaDaSuaAposentadoria #Aposentadoria #OGuiaVital #PorquePlanejar

272 visualizações

Vamos conversar?

Dúvidas?
Fale com a gente

contato@vitalfinancas.com.br

(51) 99802.8681 | (51) 98221.3338

Av. da Azenha, 295 | Porto Alegre/RS

SITE VITAL - imagens.png

Liberdade Financeira

  • Facebook Vital
  • Instagram - Vital
  • LinkedIn - Vital
  • YouTube - Vital

© Vital por Carpes – 2018