Afinal, qual percentual da minha renda poupo para aposentadoria?

Você já deve ter ouvido alguém te recomendar que economize 10, 20, 30% da sua renda para o futuro. Na verdade, esse percentual vai depender de duas variáveis: a sua idade atual e a idade em que deseja se aposentar.



Antes de falar sobre os números, lembre que há vários caminhos para alcançar a aposentadoria, que você pode ler mais aqui. O foco deste texto é falar do percentual da renda destinado ao caminho das aplicações financeiras e previdência privada, de quanto investir mensalmente para acumular um montante até certa idade e, passada essa idade, começar a fazer resgates mensais desse montante para manter o padrão de vida durante a aposentadoria.


Falar em percentual da renda também nos chama a atenção para o fato de que nunca deveríamos contar com toda nossa renda atual para as necessidades atuais, pois parte dessa renda serve para financiar o futuro. Para ilustrar, o fluxo da nossa vida financeira é mais ou menos assim:



Se você tem 30 anos, nada guardado até então, deseja se aposentar aos 65 anos e ganha 5.000 reais, deveria economizar 1.400 reais, que é a parte que vai gerar o sustento para a aposentadoria.

A imagem assume renda e gastos sem variações para explicar o conceito somente, na vida real, geralmente não é linear assim.


Uma dica para facilitar o plano de não utilizar 100% da renda atual para os gastos mensais é automatizar os investimentos sempre que possível (fazendo débito em conta, programando transferências automáticas), como se fosse o INSS descontado em folha de quem trabalha com carteira assinada.


Ok, mas então, com quanto posso contar da minha renda hoje? Segue uma tabela que estima esse percentual conforme a idade atual e a idade em que pretende iniciar os resgates mensais.


Tabela com o percentual que deve ser poupado:



Tabela com o percentual que sobra da renda após o investimento:


Por exemplo, se possui hoje 30 anos e deseja se aposentar aos 65 anos garantindo a mesma renda da ativa, deveria economizar em torno de 34% da renda atual, conforme a primeira tabela. A segunda mostra o inverso, quanto que sobra da renda para uso geral, ou seja, 66%.


Lembrando que esta é a parte das aplicações financeiras e previdência privada. Então, seguindo o exemplo, vamos supor que a sua renda seja de 5 mil reais e contribua para o INSS sobre o mínimo, e por consequência, vá ganhar no futuro o mínimo do INSS, que hoje está em R$ 998. Como já tem 1 mil reais garantidos dos 5 mil que necessita, os investimentos devem garantir os outros 4 mil. É sobre esses 4 mil reais que deve aplicar os 34%, o que dá 1.360 reais.


Então, para uma renda de 5 mil reais, deve aplicar mensalmente R$ 1.360 além do INSS. Dessa forma, garante no futuro 4 mil reais dos investimentos mais mil reais do INSS.


4 informações importantes das tabelas:

a. Pressupõe que sua necessidade de renda futura será a mesma que a atual (somente corrige os valores pela inflação). Esse texto fala mais sobre isso.

b. O percentual de quanto economizar leva em conta que você está iniciando o plano agora e não possui nenhuma reserva financeira para este fim. Caso já possua, o percentual será menor.

c. A rentabilidade utilizada no cálculo é de 100% do CDI futuro (taxa básica de juros utilizada como referência do mercado), que é uma taxa conservadora, mas maior do que a poupança.

d. A expectativa de vida utilizada é de 90 anos.


São todas essas contas e outras que fazemos aqui na Vital, pensando na melhor forma para você alcançar sua aposentadoria. Para finalizar, segue o link para nosso simulador caso queira simular o seu caso específico: acesse aqui.



William Braathen

Cofundador da Vital


#Vital #GuiaDaSuaAposentadoria #Aposentadoria #OGuiaVital #50Anos #AindaDaTempo

98 visualizações

Vamos conversar?

Dúvidas?
Fale com a gente

contato@vitalfinancas.com.br

(51) 99802.8681 | (51) 98221.3338

Av. da Azenha, 295 | Porto Alegre/RS

SITE VITAL - imagens.png

Liberdade Financeira

  • Facebook Vital
  • Instagram - Vital
  • LinkedIn - Vital
  • YouTube - Vital

© Vital por Carpes – 2018